Companheirismo por Redenção no Sul

À convite do pastor Júlio César dos Santos, estivemos em Joinville, Santa Catarina, dias 29, 30 de abril e 01 de maio, data essa importante para o seu ministério, quando colocaram a pedra fundamental em sua futura igreja. Para nós foi mais do que um prazer estar ali, foi sim uma honra. Através desse ministério Deus abriu nossos olhos para a Vinda de Cristo manifestada e o Sétimo Selo revelado. Em suma podemos dizer que esse ministério tem um significado à nível de rapto para nós. Por isso temos um profundo e sincero sentimento de gratidão, primeiro com Deus e com essa igreja de Joinville. Como a música influenciou e mudou nossos jovens, como a pregação (a série de Neemias, por exemplo) alavancou nossas obras, como a Palavra aberta elevou-nos à Lugares Celestiais! Assim, agradecemos a Deus, pelo vaso usado que não foi desobediente à visão celestial.

Chegamos em Joinville na sexta-feira (28/04) à tarde e fomos muito, muito bem recepcionados pelo irmão Oséias e sua querida esposa, irmã Márcia. Irmão Oséias, quanta afinidade, isso só pode ser coisa da eternidade! Aqui queremos enfatizar que meses antes, no término da Convenção em Criciúma, o pastor Aleksander e ele trocaram abraços fortes, que não foram simples abraços mas algo que prenunciava um companheirismo mais íntimo à caminho. À noite tivemos um precioso companheirismo com vários irmãos que ali se ajuntaram, onde pudemos abraçar vários deles, apertar suas mãos, ouvir e compartilhar histórias e experiências de vida e com Deus, e tudo isso regado a uma comida, um churrasco especial e muitas guloseimas deliciosas. Agradecemos ao irmão Décio e sua esposa, irmã Sara, por acomodarem de forma tão disposta os nossos irmãos e companheiros de viagem, Wanderson e Abraão, nossa gratidão a irmão Greice também e sua filha, a sorridente Ester por hospedarem nossas três jovens: Kézia, Emanuely e Elisama. Deus vos abençoe.  

No sábado fomos levados ao culto em Brusque. Ao chegarmos lá, logo encontramos a alegre e simpática irmã Salete pronta para tirar muitas fotos; ali cumprimentamos muitos irmãos, trocamos abraços, presentinhos e biscoitinhos; um pequeno povo, mas de grande coração. Entramos para a melhor parte: cultuar a Deus e ver Sua Palavra encontrar lugar em nossos corações, e Ela o fez, através da pregação: Deus manifestado em sua esposa. Queremos registrar também a hospedagem carinhosa do casal, irmãos Márcio e Rosa e da jantinha servida com a cara do nosso estado. Deus continue abençoando seu lar. Agradecemos também a todos os outros irmãos pela hospitalidade.

No domingo de manhã, fomos levados ao casamento dos irmãos Samuel e Sabrina, convidados pelo pastor Júlio. Chegamos lá uma tanto tímidos, afinal éramos “penetras” na festa (risos) mas no final tudo deu certo; tínhamos que encontrar lá os pastores Rafael Delmônego e Raimundo Maia que convidaram o pastor Aleksander para estar em suas igrejas e também o amável casal Devair e Noemi que insistiu para que pousássemos em sua casa, uma vez que estávamos ali no Sul. Terminados os festejos, voltamos para Joinville para os cultos seguintes onde Deus continuou abrindo Sua Palavra maravilhosamente, de forma sobrenatural; nos estimulando a continuar defendendo o Sétimo Selo e continuar mostrando o Sinal Eterno, fomos ajudados infinitamente além de tudo que possamos fazer ou pensar e também merecer, como está escrito: mais do que pedimos e pensamos: Efésios 3:20. Mais recompensador foi ouvir irmãos dizerem que foram ajudados, encontraram respostas de algo que buscavam, alcançaram libertação e mais e melhor: revelação para suas almas, posicionando-as no Corpo. Assim soubemos que não foi uma mera viagem, mas algo que Deus vindicou pois era um pensamento Dele.  Só o Sangue de nosso Senhor Jesus Cristo e a Revelação de Sua Palavra podiam fazer isso, como somos gratos! Ninguém com sentimento de superioridade mas irmandade mesmo, com respeito recíproco aos dons de Deus nessa hora final, somente uma linguagem. Isso sim é a família do Sétimo Selo e Companheirismo por Redenção! Encontramos também o irmão Antenor Pereira e sua família, lá da cidade de Ribeirão Preto, São Paulo, e pudemos ver como Deus está tratando com os seus eleitos, chamando-os a caminhar na Luz. Alguém nos disse: nossa, parece que já nos conhecíamos... É claro que sim! Lá da Eternidade! Deus seja Louvado!!! Deus continue abençoando o pastor Júlio e sua preciosa família, seu ministério, dando-lhe força, graça, humildade e mais revelação da Palavra de Deus. Os amamos muito. Agradecemos ao irmão Oséias e sua esposa pelo carinho e dedicação a nós dispensados; que Deus lhes dê em dobro em bênçãos naturais e muito, muito mais em bênçãos espirituais. 

Terminada a programação em Joinville, terça-feira pela manhã partimos para Schroeder como ficou combinado com o pastor Rafael, guiados pelo preciosíssimo irmão Pedro Avi. Fomos recebidos de igual forma ali, com muitos abraços calorosos. Temos um amor muito grande pela pessoa do pastor Rafael, pois na ocasião que vimos a Abertura da Palavra, quando ele ainda estava com o pastor Júlio, foram muitas pregações que ouvimos dele que muito nos ajudou, abrindo nossos olhos, assim aprendemos a amá-lo e respeitá-lo. Como em todos os lugares que fomos, continuamos a ter ali um sadio companheirismo cristão, sempre acompanhado do famoso churrasco e guloseimas de “encher os olhos”; um irmão se saiu muito bem quando disse que a mesa é farta tanto no natural quanto no espiritual. A primeira dama local encontrou um tempinho para levar as irmãs para fazer umas comprinhas e ainda visitar um rio da região com belas cachoeiras; pena que não deu para usufruir, pelo menos dessa vez... À noite, Deus fez-Se presente, trazendo-nos mais reconhecimento do dia e da mensagem que temos recebido nesse tempo do fim. Que tempo, que companheirismo maravilhoso, que quase varou a madrugada! Nos identificamos muito com essa outra parte da família sulina. Deus continue abençoando o pastor Rafael, um amigo, um companheiro, abençoando sua calorosa família natural e espiritual. Agradecemos também ao disposto irmão Altair e sua esposa que hospedaram nossos irmãos.

Quarta-Feira de manhã partimos para Curitiba e lá fomos guiados pelo irmão Hugo Maia até á casa do irmão Devair. Pastor Raimundo já estava lá com sua esposa e outros irmãos, e que privilégio maravilhoso foi estarmos juntos, poder abraçar mais irmãos, conhecer outros, estreitar um pouco mais os laços... Companheirismo de mentes semelhantes foi a tradução de tudo mesmo! No culto logo mais, ouvimos e vimos que a maior atração hoje na Terra está em carne humana. Ao término do culto fomos levados pelo pastor a conhecer o interior daquela linda igreja e o estúdio do programa A Hora Tem Chegado e o nosso precioso irmão Osias Guedes teve “uns segundos de Neville Maia”, ao sentar-se em sua cadeira; foi muito engraçado (risos), aliás, perto do irmão Osias muitas coisas ficam engraçadas, e resolvidas também, ele é o nosso irmão “multifuncional”, juntamente com nossa irmã Neuzimar, sempre disposta a servir e ajudar.

Os planos eram voltar para casa na quinta de manhã, mas, por insistência de nossa anfitriã, irmã Noemi, e o carinho da irmã Leidivana, esposa do pastor Aleksander, por ela, ficou decidido que voltaríamos na sexta-feira pela manhã. Ah, mas realmente tínhamos que ficar! Fazia parte dos planos de Deus. Os “nossos planos” eram comprar umas coisas na parte da manhã e à tarde passear com as impacientes jovens. Fomos guiados às compras pelo paciente irmão Devair, mas a tarde caiu uma chuvinha fina e fria que impossibilitou o passeio. Daí passamos a tarde na sala dos anfitriões ouvindo um lindo e real romance escrito pelos dedos de Deus. Realmente o pastor Júlio não exagerou; é uma história peculiar, de arrancar lágrimas, com muitas lições de vida, tais como vida de oração, intimidade e paciência com Deus; que quando Ele escreve, Ele cuida, planeja e cumpre. Simplesmente maravilhoso! A história da conversão do casal também é muito bonita e especial. Então tínhamos que ficar mesmo! Logo à noite o pastor Maia e o pastor Aleksander foram orar por uma irmã muito enferma e o companheirismo continuou naquela casa parecida a Arca e naquele clima tão agradável, saboreamos um delicioso risoto feito pelas mãos da primeira dama de Curitiba. Deus continue abençoando o pastor Raimundo, homem de espírito agradável e manso, abençoando sua admirável família e ministério. Ficamos felizes e honrados com a oportunidade que tivemos de estreitar um pouco mais o companheirismo, a amizade. Agradecemos aos irmãos Devair e Noemi; só Deus para recompensá-los por tudo. Tentaremos retribuir numa oportunidade que Deus possa nos conceder.

Sexta-feira (05/05) saímos bem cedo, de volta ao lar. A verdade é que estávamos com muita saudade da família natural e espiritual e responsabilidades nos esperavam. Mas foi tudo maravilhoso, marcante mesmo, inesquecível! O que a maioria não sabe é que neste mês (05) faz dez (10) anos que o pastor Aleksander foi consagrado e essa viagem foi um presente de Deus para ele, sua família e ministério; nisso tudo vimos o mover do Espírito Santo, o Sobrenatural no controle, então só temos a agradecer, ter vidas rendidas e humildes e sempre louvar ao nosso Senhor Jesus Cristo.

Nossos sinceros agradecimentos a todos os pastores, suas famílias, seus ministérios, cada irmão que abraçamos, cada sorriso compartilhado, cada cumprimento, também àqueles que não o fizemos pois sabemos que devido a correria não foi possível. Gostaríamos de poder citar todos os nomes mas certamente cometeremos injustiças, mas que todos sintam-se abraçados e mais que isso: lembrados em nossos orações. Foi um prazer, uma honra, estar com vocês família do Sul. Depois de dias assim, de cultos assim, saímos mais fortes, mais convictos, mais posicionados para olhar a Palavra com olhos proféticos e crer e dizer: somos o rapto, somos a ressurreição (uma família nos espera) e logo, logo sairemos deste mundo moribundo para um Reino onde nunca mais apartaremos uns dos outros. Oremos uns pelos outros. Shalom.

Colossenses 3:14

“E sobre tudo isso, revesti-vos do amor, que é o vínculo da perfeição”.

Fotos tiradas durante a viagem

1/104

"Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente." - HB 13:8